Crítica do Filme: Homens, Mulheres e Filhos


"Adultos, adolescentes e crianças amam, sofrem, se relacionam e compartilham tudo, sempre conectados. A internet é onipresente e, nesta grande rede em que o mundo se transformou, as ideias de sociedade e interação social ganham um novo significado. Algumas situações como um casal que não tem intimidade; uma garota que quer ser uma anoréxica melhor; um adolescente que vive em num mundo de pornografia virtual, fazem o expectador repensar a relações humanas."


Vou confessar, não assisti o filme por curiosidade, talvez até seja por causa da atuação do Ansel Elgort, mas assisti necessariamente por recomendação da minha amiga.
O filme relata o cotidiano que estamos vivendo nesses tempos atuais, onde quase nada é mais surpresa. Sabemos que qualquer casal por aí deve estar passando por algum momento difícil e pode haver traições, sabemos e já acostumamos com isso. Ou que tem alguma mãe por aí que controla cada passo de sua filha, sabemos que temos vários pais nesse mundo afora que são desse tipo, acho que nada é mais surpresa para mim. O filme mostra também, mesmo que eu esteja na lua -vamos supor- nada vai mudar a história na terra. Cada um já tem a sua história.
Filme muito ótimo e com uma visão muito crítica sobre a época que estamos passando.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário :)

 
© Todos os direitos reservados :: voltar ao topo