Areia ao vento


Queria ter a tranquilidade de um mar. A imensidade da água. Ser como a brisa do mar. Mas não posso, sou como areia ao vento, bem leve, que vou de um lado, e vou para o outro. É isso o que devemos ser? Ou deveríamos ser pesados e duro iguais as rochas, onde com a fúria das ondas se chocam.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário :)

 
© Todos os direitos reservados :: voltar ao topo